12 Alimentos que você precisa evitar a todo custo se quiser desobstruir suas artérias

12 Alimentos que você precisa evitar a todo custo se quiser desobstruir suas artérias

Quando o assunto é a saúde do coração, você possivelmente sabe que comer bem e evitar alimentos gordurosos é uma ótima maneira de começar. Mas, na prática, tomar as atitudes mais saudáveis pode ser mais complicado do que parece. Diversos alimentos comuns em nosso dia a dia, mesmo aqueles que, preparados de outra forma são bons para a saúde, podem provocar graves danos ao coração. Por isso, é importante saber o que deve ser evitado e por quais motivos.

1. Carne vermelha

12 Alimentos que você precisa evitar a todo custo se quiser desobstruir suas artérias

A carne vermelha a que nos referimos é aquela que tem uma coloração vermelha quando crua, como a de boi ou cordeiro. Como você deve imaginar, não é a melhor opção para seu coração. Um estudo revelou que as pessoas que consumiam carne vermelha diariamente tinham altos níveis de N-óxido de trimetilamina, substancia química relacionada com doenças cardíacas. Outros pesquisadores encontraram ainda uma ligação entre o consumo frequente de carne vermelha e o risco de sofrer ataques cardíacos ou derrames cerebrais.

2. Vegetais e sopas enlatadas

12 Alimentos que você precisa evitar a todo custo se quiser desobstruir suas artérias

Os vegetais as sopas enlatadas parecem ser uma forma prática de garantir uma dose de alimentos saudáveis à sua dieta diária, mas tais alimentos costumam ter muito sal, sobretudo quando vendidos em molho ou caldo. Uma quantidade excessiva de sal aumenta a pressão sanguínea, o que reduz a quantidade de oxigênio que chega ao coração, podendo causar um ataque cardíaco. Além disso, os conservantes utilizados em produtos desse tipo podem causar diversos males à saúde. Um composto muito presente em sopas, o glutamato monossódico, já foi citado como fator desencadeador de palpitações no coração.

3. Comida congelada

12 Alimentos que você precisa evitar a todo custo se quiser desobstruir suas artérias

As refeições congeladas, daquelas que comemos muitas vezes diante da TV, são práticas, baratas e muitas vezes têm poucas calorias. Contudo, muitos desses pratos possuem alto teor de sódio, amplamente utilizado para dar sabor aos alimentos e como conservante. A dose diária recomendada pelo Ministério da Saúde é de cerca de 2 mil miligramas por dia, mas muitos pratos congelados chegam mandar para dentro do seu corpo até metade disso em uma única refeição.

Vale lembrar que a maior parte desse sódio está presente justamente no sal que consumimos, seja na forma dos congelados, de outros alimentos — como os enlatados e os embutidos, dos quais falaremos a seguir — ou daquela pitada de sal que você põe na comida.

4. Embutidos

Embutidos que são curtidos ou conservados em sal, como salame, mortadela e salsicha, costumam ter muitas gorduras saturadas, tendo a capacidade de aumentar os níveis de colesterol no organismo. Em excesso, tais produtos podem fazer com que os vasos sanguíneos desenvolvam depósitos de gordura e gerem um aumento do risco de doenças cardíacas. Ainda que haja opções com menos gordura, na maioria dos casos, as carnes curadas e os embutidos não são bons para a saúde do coração por conta dos altos níveis de sal.

5. Creme para café

Os cremes para café costumam trazer em sua composição gordura parcialmente hidrogenadas, uma fonte comum de gorduras trans que pode aumentar seus níveis de colesterol. Se você não gosta de tomar café puro, prefira acrescentar leite puro, que é uma opção mais saudável. Além disso, acrescentar leite de soja, de arroz ou de amêndoas (ou qualquer outro de origem vegetal) costuma ser uma boa alternativa ao creme para café.

6. Alimentos assados

Em geral, as sobremesas devem ser ingeridas com moderação, mas os produtos assados, como tortas, empanadas, bolos e similares podem ser especialmente problemáticos devido às gorduras trans. Um estudo encontrou uma relação entre doenças do coração e os ácidos graxos trans. Muitos produtos assados são aromatizados com açúcar, o que pode provocar um estresse cardíaco quando o consumo é excessivo. O açúcar presente nesses alimentos pode ainda conter glicose-6-fosfato, que tem a nada saudável capacidade de reduzir o funcionamento do coração, chegando a provocar insuficiência cardíaca.

7. Sorvetes

Os níveis de colesterol dos sorvetes costumam ser bem altos. Meia xícara de um sorvete de baunilha, por exemplo, contém mais de quatro gramas de gorduras saturadas. Isso é mais de um quarto da dose recomendada diariamente para um adulto. E quanto mais gostoso o sabor, em geral maior a concentração de gorduras.

8. Alimentos fritos

Em geral, os alimentos fritos são prejudiciais para a saúde porque o processo de fritura cria gorduras trans. Uma porção de 113 gramas de frango frito pode ter tanto colesterol quanto 11 fatias de bacon. Por outro lado, um peito de frango grelhado pode ser uma ótima fonte de proteínas na dieta de quem está querendo perder peso.

9. Refrigerantes

Um estudo apontou que o consumo frequente de refrigerantes e bebidas açucaradas pode aumentar o risco de doenças cardíacas. Nem mesmo as opções dietéticas ou light são boas alternativas. Outras pesquisas afirmam que as pessoas que consomem regularmente esse tipo de produto têm mais chances de sofrer com Acidente Vascular Cerebral (AVC) e problemas cardíacos.

10. Macarrão com queijo

Não, não estamos falando de polvilhar um pouco de parmesão ralado sobre sua macarronada ao sugo, mas de um prato originário dos Estados Unidos e Canadá conhecido como Mac and Cheese e que, justamente por ser delicioso, tem se tornado cada vez mais popular em terras brasileiras. Esse prato leva doses generosas de gordura na forma de manteiga, leite e diversos queijos. Com isso, se torna uma iguaria repleta de gorduras saturadas e de sal, sem falar no alto teor de calorias, que representam risco ao coração. Por conta disso, experimente fazer substituições na hora de preparar a receita: usar leite desnatado ou queijos menos gordurosos são bons exemplos. Ou volte ao bom e velho macarrão ao sugo polvilhado com parmesão ralado.

11. Fígado

Até mesmo os alimentos que trazem algum benefício à saúde podem ser prejudiciais às artérias. Apesar de o fígado ser rico em ferro, o consumo excessivo pode provocar aumento nos níveis de colesterol. Além disso, metade das gorduras encontradas em uma porção de fígado são saturadas. Por último, o prato costuma ser preparado frito e, como já mencionamos anteriormente, o modo de cozimento pode aumentar os problemas cardíacos.

12. Ricota

O fato de determinado alimento não ser especialmente salgado não significa que ele seja baixo em sódio. A ricota costuma ter altos índices da substância, o que pode elevar a pressão arterial. Alguns estudiosos afirmam que o fato é suficiente para se contrapor às características saudáveis do alimento, como o elevado teor de cálcio.

Bônus: como saber se suas artérias estão obstruídas

As pessoas podem apresentar artérias com obstrução já aos 20 anos de idade. Pacientes com essa condição apresentam sintomas diversos, mas alguns deles são mais comuns.

  • Dores no peito, comumente conhecida como anginas.
  • A dor na parte inferior das costas pode ter origem em um fluxo sanguíneo reduzido, o que pode levar ao surgimento de hérnias dolorosas. Estudos mostram que as pessoas com dor crônica nas costas têm mais chances de apresentar artérias obstruídas.
  • As artérias obstruídas podem ainda causar dificuldade para respirar. Isso, por sua vez, provoca sensação de fadiga e mal-estar. De acordo com uma pesquisa, quem apresenta esses sintomas pode ter uma doença cardíaca de alto risco.

Fonte: Incrível

Envie seu comentário