Como cuidar de orquideas e fazer mudas em casa

Como cuidar de orquideas e fazer mudas em casa

Como cuidar de orquídeas para que fiquem sempre bonitas

Quer ter uma orquídea em casa, mas acha difícil de manter? Veja aqui o segredo para deixar a sua plantinha linda e saudável

Como cuidar de orquídeas?

Muita gente pensa que essas plantas, por serem mais caras, são difíceis de manter. Porém não tem mistério e agora você vai descobrir qual o segredo para cuidar de orquídeas para que a planta esteja constantemente florindo.

1. Não escolha vasos de plástico Os vasos de barro são melhores por serem porosos e escoarem a água de uma forma mais eficiente. Mas se já tiver plantando no vaso de plástico, fique atento para não exagerar na quantidade de água na hora de regar. Se não tiver forma de trocar de vaso, faça furos no plástico, para que a água em excesso tenha para onde ir. As orquídeas são plantas que não gostam de solo úmido.

2. Replante

Quando a planta cresce e fica a menos de um dedo de altura do topo do vaso, está na hora de providenciar um vaso maior. O ideal é que ela fique a dois dedos de altura do topo.

Na hora de replantar, confira onde nascem os novos brotos e deixe essa parte virada para frente. A parte de trás fica apoiada em um dos lados, a fim de dar firmeza e estimular o desenvolvimento.

Se morar em casa, poderá colocá-las para fora, em um jardim. Em apartamento, pode providenciar uma floreira na janela. As floreiras são uma excelente opção, já que são mais espaçosas e permitem que a planta pegue mais sol.

3. Regue do jeito certo

O maior erro que as pessoas cometem está justamente na rega. Cuidar de orquídeas não significa dar muita água. Pelo contrário, no verão, mesmo com o calor, elas só devem ser molhadas uma vez por semana.

No inverno, molhe apenas quando o substrato estiver seco. Ao regar, certifique-se que não encharcou o substrato e que há formas de a água escoar para fora do vaso. Do contrário, a sua orquídea pode mofar ou adoecer.

Muitas vezes, as orquídeas de exterior nem precisam ser regadas, porque quando chove o solo fica úmido. A não ser que você more em um local mais seco, aí é bom regar o solo de tempos em tempos.

4. Use fibra de coco e musgo como adubos

Fibra de coco e musgo funcionam como adubo para orquídea florir. O musgo tem que ser previamente lavado para não ter areia demais. Isso pode prejudicar ao invés de ajudar a planta a florescer.

A fibra funciona como uma esponja, ela ajuda a flor a manter e reter a sua umidade natural. Além disso, a fibra é fácil e barata de conseguir. Muitas lojas especializadas e supermercados vendem o produto. Basta misturá-lo ao solo de plantio e usar para transplantar a sua orquídea.

Assim como as pessoas, as plantas também precisam de vitaminas, minerais e demais nutrientes. A fibra do coco é rica nesses elementos e é completamente natural.

5. Corte os cabos

As flores caíram, e agora? É preciso cortar as hastes das orquídeas para que nasçam novos brotos. Na hora de cortar, desinfete a tesoura utilizando uma temperatura alta, como no fogão ou com um maçarico. Nunca utilize o objeto quente diretamente na flor. Espere esfriar e então corte deixando um palmo de haste. Se houver nós, corte acima deles, pois eles podem ser uma flor a caminho.

6. Use canela em pó

Para cuidar de orquídeas, ao cortar as folhas secas, deposite um pouco de canela em pó no local para auxiliar a cicatrização da planta. As propriedades da substância funcionam como bactericida, protegendo a planta de infecções e fungos. Outra vantagem é que esse cuidado acelera o desenvolvimento de novas células.

7. Observe os sinais de doença

Quando as folhas apresentam manchas, a raiz fica preta e a planta tem um aspecto murcho, ela pode estar doente. Geralmente isso acontece porque a orquídea contraiu um fungo.

A melhor forma de protege-la é cuidar na hora da rega. Deixá-la em ambiente iluminado com temperaturas acima dos 20ºC e não muito acima dos 25ºC também ajuda a planta a permanecer saudável.

Ao notar os primeiros sinais de doença, coloque canela em pó no substrato. Isso eliminará fungos e bactérias em estágio inicial. Nessa situação, evite molhar a orquídea por uns dias.

8. Cuide das folhas com pragas

Pragas podem ser exterminadas com sabão de coco. Com um auxílio de uma escova de dentes, aplique e escove somente as folhas afetadas. Depois borrife a planta com água e deixe-a secar, evitando a rega por uma semana.

9. Faça um calendário

Foto-Tua casa

Tenha o controle de quando sua planta floriu a última vez. Anote essa informação para saber quando ela poderá dar flores novamente. Se você é esquecido, anote quando fez a rega também, assim evita exagerar e acabar tendo orquídeas doentes.

10. Adube com água de arroz

Você pode fazer o seu próprio adubo caseiro, sem agrotóxicos, para cuidar de orquídeas. É mais uma opção além da fibra de coco e do musgo. Basta bater no liquidificador uma xícara de arroz com duas de água e a casca limpa de dois ovos.

Depois de bater bem, coloque dois dedos dessa água em um pote maior e, dentro, adicione o vaso da sua orquídea. Ela sugará essa água. O restante, coloque em uma jarra com tampa e guarde na geladeira para usar mais tarde.

11. Cuide da temperatura

As orquídeas não ficam muito felizes em temperaturas extremas. Procure manter os antúrios a 20ºC e as bromélias a 12ºC, se possível. Acima ou abaixo dessas temperaturas, as plantas podem adoecer.

Como cuidar de orquídeas podres?

Não, você não precisa jogar fora a sua orquídea se ela apodrecer. Primeiro de tudo, remova a planta do substrato e veja por que ela apodreceu. Normalmente é por excesso de água. Quando isso acorre, a raiz fica com aspecto gelatinoso e as folhas podem parecer murchas.

Uma das melhores formas de cuidar de orquídeas podres, para salvá-las, é, em um primeiro momento, deixá-la sem vaso, assim ela secará. Nesses poucos dias, você pode polvilhar canela na raiz, pois essa especiaria tem propriedades cicatrizantes e é uma forma natural de recuperar a flor.

Se o problema da orquídea for fungo, você pode diluir um pouco de água oxigenada medicinal em água e borrifar na planta. Isso matará o restante do fungo que está se alimentando dela.

Quando a raiz estiver completamente seca, é hora de prender a orquídea, pois ela só conseguirá se recuperar sentindo-se segura. Pegue um vaso de plástico grande e faça furos nas laterais. Pelos furos, passe palitos de churrasco, para fixar a planta entre eles.

Presa, a orquídea fará o enraizamento mais rápido. Em um primeiro momento, é melhor deixar o substrato longe das raízes para que a planta não se afogue novamente. Só faça a rega com borrifador.

Envie seu comentário