Novo coronavírus faz ‘camuflagem’ para enganar sistema imunológico

Novo coronavírus faz ‘camuflagem’ para enganar sistema imunológico

A Covid-19 utiliza uma enzima para modificar o seu material genético.Dessa maneira, ela tem a capacidade de enganar o sistema imunológico e não ser identificado como um agente invasor pelas células, segundo um estudo divulgado hoje, dia 24 de julho em uma revista científica a Nature Communications. O estudo observou a estrutura da enzima, chamada de nsp16, que dá permissão para que o vírus realize mudanças em seu RNA mensageiro.

Dessa maneira essa forma de se ‘camuflar’ é importante para que o coronavírus consiga invadir as células do corpo humano, sobrevivendo dentro delas e se repliquem.Essa nova descoberta pode colabora com o desenvolvimento de medicamentos e terapias contra à covid-19, segundo os cientistas. Os pesquisadores identificaram que os antivirais são essenciais para o tratamento de infecções causadas por vírus e ‘atacam’ diretamente contra a proteína viral.

Dicas: Como limpar os ouvidos de forma correta e segura

Em um trecho da publicação diz que é preciso um conhecimento mais avançado sobre a função das proteínas virais na sua particularidade para que o desenvolvimento dos medicamentos para a Covid-19 seja fabricado.

também identificaram que o novo coronavírus não sofre uma resposta da imunidade ,que é a forma inicial que o corpo humano usa contra organismos estranhos.

Mas não há uma produção de memória imune, pois a questão genética é de certa forma ‘protegido’ do ataque devido às enzimas que estão presentes.

Envie seu comentário