Uma única dose da vacina contra o coronavírus pode não ser suficiente

Uma única dose da vacina contra o coronavírus pode não ser suficiente

Estudiosos de três grupos que estão se dedicando nas pesquisas sobre as vacinas para combater o novo coronavírus publicaram ontem a conclusão do estudo que ajudaram a descobrir muitas novidades até agora, animando os pesquisadores .O remédio teve a capacidade de realizar uma resposta imune em indivíduos que estão sendo voluntários nos testes da vacina,mas o efeito ainda não teve comprovação, a pesquisa continua sendo realizada.

Decerto a vacina fabricada pela Universidade de Oxford em conjunto com a AstraZeneca é a que exibiu melhores resultados de imunogenicidade, até os pesquisadores já disseram que esse remédio tem pouco efeito colateral. O Brasil já iniciou o teste em seres humanos com a vacina ,e esse medicamento tem muitos pontos benéficos, como por exemplo ele consegue causar uma resposta de linfócitos T.

Brasil entra em fase de testes da vacina para Covid-19

Que representam as células do nosso sistema imune.

Essa reação aparece depois 14 dias de tomar a vacina ser e logo após 28 dias a resposta de anticorpos começam a agir nos invasores, os vírus.

Mas os testes também indicaram que as pessoas que receberam pelo menos duas doses da vacina exibiram uma resposta imune.

Muito mais elevada, o que aponta que a vacinação em etapas seria mais indicado, para ser bem mais eficaz na proteção das pessoas contra esse novo vírus.

Parece que até o final de 2020 umas das vacinas desenvolvidas já será disponibilizada, mas ainda não foi confirmado que isso realmente acontecerá.

Por fim é necessário que façam a observação dos voluntários que já receberam a dose da vacina e assim começar a análise dos resultados obtidos.

Para que só assim ser possível ser aplicado na população, sem ser perigoso para as pessoas.

Envie seu comentário